FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Fetracom

TRT-18 mantém vínculo empregatício de montador de móveis com empresa varejista

Publicado em : 19/07/2022

Fonte : Rejane Rocha/Comunicação Social TRT-18 -

Sentença de primeiro grau reconhecendo vínculo de emprego entre montador de móveis e empresa varejista do ramo de venda de móveis foi mantida pela Primeira Turma do TRT-18. O colegiado entendeu que ficaram comprovados os requisitos indispensáveis para a configuração da relação de emprego, quais sejam, prestação de serviços por pessoa física, pessoalidade, não eventualidade, onerosidade e subordinação.

Entenda o caso

O trabalhador ingressou na Justiça do Trabalho pedindo o reconhecimento do vínculo de emprego como montador de móveis. Afirmou, na inicial, que realizava, sempre de acordo com as ordens expressas do gerente comercial, a função de montador de móveis, e que era proibido prestar serviços para terceiros. Disse, também, que era obrigado a emitir notas fiscais mensalmente para receber salário. A empresa negou o vínculo empregatício e afirmou que o montador de móveis prestava-lhe serviços, quando havia demanda, como pessoa jurídica.

O juízo da 10ª Vara do Trabalho de Goiânia, após análise da prova dos autos, reconheceu o vínculo de emprego entre o trabalhador e a empresa do ramo de venda de móveis.

Inconformada com a sentença, a empresa recorreu ao TRT-18 para pedir a reforma da decisão. Alegou que o montador de móveis trabalhou em favor dela por meio de empresa interposta, relação perfeitamente lícita no ordenamento jurídico vigente.

O recurso foi analisado pela Primeira Turma do TRT-18. O relator, desembargador Gentil Pio de Oliveira, entendeu que o juízo de primeiro grau analisou adequadamente a questão, razão pela qual manteve a sentença pelos próprios fundamentos.

Prevaleceu no julgado o entendimento de que ficaram comprovados os requisitos previstos no art. 3º da CLT, quais sejam, prestação de serviços por pessoa física, pessoalidade, não eventualidade, onerosidade e subordinação.

O relator observou que a prova oral demonstrou que o “reclamante comparecia diariamente às lojas do reclamado, sendo o responsável pela montagem dos móveis, atividade que realizava sem o auxílio de outras pessoas; utilizava crachá de identificação; possuía horário fixo de entrada e saída e se reportava ao diretor e ao RH da empresa”.

Gentil Pio notou, também, que ficou explícita a subordinação na relação de trabalho. Foram anexados aos autos documentos assinados pelos gerentes da empresa com indicação dos serviços a serem prestados com exclusividade e jornada a ser cumprida pelo trabalhador.

O desembargador afirmou, ainda, que foram anexados aos autos comprovantes de pagamento à pessoa jurídica em valores condizentes àqueles alegados pelo trabalhador. Concluiu, assim, que “uma das formas de fraudar a típica relação de emprego ocorre por meio do mecanismo de abertura de empresa pelo empregado, para que preste os serviços como pessoa jurídica. Ficou evidenciado que esse era exatamente o caso dos autos”.

O relator ressaltou, por fim, que o reclamado, embora tenha inúmeros empregados nas duas lojas, não trouxe nenhum deles para depor, não tendo se desincumbido de seu ônus. Desse modo, foi mantida, por unanimidade, a sentença que reconheceu o vínculo de emprego entre as partes.

Processo 0010831-22.2021.5.18.0010


Eleitor que não votou no primeiro turno pode votar no segundo

Eleitor que não votou no primeiro turno pode votar no segundo

 04/10/2022

 Tribunal Superior Eleitoral

Eleitoras e eleitores que não votaram no primeiro turno das Eleições 2022, ocorrido neste domingo (2 de outubro), podem e devem votar no segundo turno, em 30 de outubro, caso esteja em situação regular com a Justiça Eleitoral. Cada turno de [...]




NOVO ACORDO TRAZ BENEFÍCIOS PARA TRABALHADORES DA P&P

NOVO ACORDO TRAZ BENEFÍCIOS PARA TRABALHADORES DA P&P

 27/09/2022

 SEAAC de Americana e Região

A Presidenta do SEAAC de Americana e Região, Helena Ribeiro da Silva, acompanhada da Diretora de Finanças, Gislaine Sacilotto da Silva e do Diretor de Formação Sindical, José Carlos Bispo de Souza Júnior, esteve na empresa P&P Telecom, em [...]




Salário mínimo 2023 com nova previsão 

Salário mínimo 2023 com nova previsão 

 19/09/2022

 Edital Concursos

Ministério da Economia estima alta menor para a inflação, movimento que deve reduzir o reajuste do salário mínimo O governo federal divulga suas previsões para o salário mínimo ao longo do ano, mas o reajuste [...]




Cuidado com a Baixa Umidade

Cuidado com a Baixa Umidade

 12/09/2022

 SECEG

O Estado de Goiás está em alerta para o tempo seco e a baixa umidade do ar, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).  As condições, que se assemelham ao clima de deserto, são prejudiciais à saúde humana.  Por isso [...]