FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Fetracom

Produtividade do trabalho recua 1,1% no primeiro trimestre

Publicado em : 13/06/2019

Fonte : Exame -

Em meio a um cenário de perda de força da atividade econômica e avanço do emprego informal, a produtividade do trabalho na economia voltou a encolher no primeiro trimestre, segundo um estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) obtido com exclusividade pelo Estadão/Broadcast.

A produtividade por hora trabalhada na economia brasileira recuou 1,1% no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. No mesmo período, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,5%.

“As horas trabalhadas estão subindo, mas não estão gerando produto na mesma proporção. É como se estivessem contratando mais pessoas, mas com produtividade menor”, explicou Fernando Veloso, pesquisador do Ibre/FGV.

A produtividade teve piora generalizada nos três grandes setores da economia. A agropecuária ainda escapou do vermelho, com alta de 0,4% na produtividade por hora trabalhada no primeiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, mas o resultado ficou muito aquém do crescimento registrado no último trimestre de 2018 (2,8%).

Afetada pelo desastre do rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho MG) e pela crise na Argentina, a indústria teve queda de 1,2% na produtividade do trabalho no primeiro trimestre, interrompendo uma sequência de 12 trimestres consecutivos de avanços.

Mas o principal impacto negativo sobre a economia foi do mau desempenho do setor de serviços, que concentra 70% de todas as horas trabalhadas no País. A produtividade do trabalho no segmento de serviços encolheu 1,2% no primeiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Foi o vigésimo trimestre consecutivo de perdas.

Segundo Fernando Veloso, alguns fatores podem ajudar a explicar essa dificuldade do setor de serviços de aumentar a produtividade do trabalho. Um deles seria uma informalização da prestação de serviços, trabalhadores migrando de empresas formais para trabalhos informais. O pesquisador lembra que o setor formal é cerca de quatro vezes mais produtivo que o informal.

Informalidade. “Quando você aumenta o emprego no setor informal você está deslocando a mão de obra para o setor que é menos produtivo. Aí a produtividade da economia como um todo cai”, explicou Veloso. “A informalidade dentro de cada setor aumentou, o que contribui para que a produtividade daquele setor caia. Particularmente no segmento de transportes isso vem acontecendo”, disse.

Outra hipótese seria o deslocamento da mão de obra de serviços mais sofisticados, que geram mais valor agregado, para serviços menos complexos, com menor produtividade: um engenheiro que perdeu o emprego e passou a atuar como motorista de aplicativo para garantir o sustento da família, por exemplo.

“O segundo aspecto é o fato de que a atividade econômica dentro dos serviços possa ter se deslocado intrasetores, ou seja, não só do formal para o informal, mas também pode ter acontecido uma migração da mão de obra dos serviços mais sofisticados, que têm produtividade maior, para serviços mais tradicionais, menos sofisticados, com produtividade menor”, explicou Veloso.

Para o pesquisador do Ibre/FGV, a solução para aumentar a produtividade do trabalho no País passa por uma agenda de governo que inclui uma reforma tributária, aperfeiçoamentos na legislação trabalhista e prosseguimento de ações para melhorar o mercado de crédito.

“Além da aprovação da Reforma da Previdência, vamos precisar de reformas muito profundas, não só reduzir a burocracia”, defendeu Fernando Veloso. “Se não fizer nada, vai piorar (a produtividade). Porque a incerteza está muito elevada e não tem horizonte para as empresas crescerem, o horizonte está muito nebuloso.”




Trabalhador pode deixar de receber bilhões do FGTS

Trabalhador pode deixar de receber bilhões do FGTS

 11/11/2019

 O Popular

Amanhã é o último dia para o trabalhador propor ação na Justiça do Trabalho referente à cobrança de valores não depositados ou a pagamentos em valores incorretos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) nos [...]



Nova reforma trabalhista avança no governo

Nova reforma trabalhista avança no governo

 07/11/2019

 Follha de São Paulo

Núcleo de Ives Gandra Martins Filho, ministro do TST, enviou relatório na segunda (4). Os grupos criados pelo governo há dois meses para desenhar a nova rodada de mudanças na lei trabalhista começam a entregar seus relatórios. O [...]


13º salário injeta R$ 5,6 bi na economia

13º salário injeta R$ 5,6 bi na economia

 06/11/2019

 O Popular

O pagamento do 13º salário aos trabalhadores do mercado formal dos setores público e privado e aos aposentados e pensionistas do INSS deve injetar cerca de R$ 5,6 bilhões na economia goiana até o fim de 2019. A chegada deste recurso extra é sempre [...]


McDonald's demite presidente por se relacionar com funcionária

McDonald's demite presidente por se relacionar com funcionária

 04/11/2019

 Folha de São Paulo, Financial Times e The Wall Street Journal

O McDonald's demitiu seu presidente-executivo, o britânico Steve Easterbrook, 52, após descobrir que ele mantinha um relacionamento com uma funcionária, numa violação à política da cadeia de fast food.  A [...]


Prazo para reclamar FGTS cai para 5 anos

Prazo para reclamar FGTS cai para 5 anos

 04/11/2019

 O Popular

A partir de 13 de novembro, muda de 30 para 5 anos o prazo de prescrição aplicável à cobrança de valores não depositados no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), passando a valer o que estabelece a Constituição para os [...]



ARTIGO O POPULAR: Produzindo escombros

ARTIGO O POPULAR: Produzindo escombros

 28/10/2019

Emprego nos dias atuais é mercadoria de luxo. Toda situação que envolve fechamento de empresas atinge como um torpedo o comércio varejista ou atacadista que desde 2015 é estraçalhado pelas crises de mercado, políticas, etc e tal. O [...]




Caixa abrirá no sábado para pagar FGTS a não correntistas

Caixa abrirá no sábado para pagar FGTS a não correntistas

 17/10/2019

 O Estado de São Paulo

A Caixa Econômica Federal inicia sexta-feira a liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para quem não possui conta no banco. Para atender os trabalhadores, o banco estatal informou que terá horários de atendimento [...]