FETRACOM | Fetracom - Federação dos Trabalhadores no Comércio nos Estados de Goiás e Tocantins

Notícias

Notícias Fetracom

Negada a reintegração de mecânico com doença psiquiátrica não relacionada ao trabalho

Publicado em : 04/12/2019

Fonte : TST -

Os transtornos surgiram após ele ser atropelado em dia de folga.

A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho considerou indevida a reintegração no emprego de um mecânico que prestava serviços para a Vale S. A. diagnosticado com transtorno psiquiátrico. Segundo a Turma, os elementos do caso não permitem concluir que ele estava incapacitado para o trabalho no momento da dispensa.

Atropelamento

O mecânico, que tinha de fazer uso de medicação contínua em razão da doença, ficou afastado por auxílio-doença depois de ter sido atropelado num dia de folga. Em razão do acidente, disse que desenvolveu problemas psiquiátricos que exigiam o uso contínuo de “medicação fortíssima”.

Embora tenha sido considerado apto ao serviço após a alta do INSS, o médico psiquiatra registrou a necessidade de manutenção de tratamento ambulatorial e de restrição para atividades em lugares altos e em espaços confinados. Uma semana depois do retorno, a empresa rescindiu unilateralmente o contrato de trabalho.

Na reclamação trabalhista, o mecânico sustentava que, apesar de não se tratar de acidente de trabalho, ele fora dispensado sem aptidão plena para o trabalho.

Inaptidão

O pedido de reintegração foi julgado improcedente pelo juízo da 9ª Vara do Trabalho de Vitória (ES). Porém, o Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região declarou nula a rescisão e considerou suspenso o contrato de trabalho, em razão da inaptidão do empregado. 

Conclusão diversa

Embora tenha considerado como verdadeiros os fatos descritos pelo Tribunal Regional, a Quinta Turma do TST chegou a conclusão inteiramente diversa. Para o colegiado, o fim da incapacidade foi devidamente provado, pois vários pedidos de extensão do benefício previdenciário haviam sido negados ao empregado.

O relator do recurso de revista da Vale, ministro Breno Medeiros, observou também que a médica da empresa havia atestado a capacidade do mecânico para o trabalho, ainda que com restrições para algumas atividades. “Nesse contexto, os elementos fáticos descritos na decisão do TRT não viabilizam a conclusão de que o empregado estava incapacitado para o trabalho no momento da rescisão contratual, de modo a ensejar a nulidade do ato”, afirmou.

Ainda segundo o relator, as limitações parciais para o desempenho de algumas atividades sequer foram reconhecidas pelo INSS como incapacitantes e, portanto, não são suficientes para retirar do empregador o direito à rescisão contratual. O fato de a doença não ter qualquer nexo com o trabalho, a seu ver, afasta a ocorrência de dispensa discriminatória.

 

Processo: RR-77800-64.2012.5.17.0009


Veja a idade mínima da aposentadoria do INSS em 2020

Veja a idade mínima da aposentadoria do INSS em 2020

 13/01/2020

 Folha de São Paulo

Quem estava contando os dias para entrar com o pedido de aposentadoria no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pode ter que refazer os cálculos. Isso porque, desde 1º de janeiro deste ano, passaram a valer novas regras de transição, mais duras do que as que [...]



Grupo Pão de Açúcar abre lojas dentro de empresas

Grupo Pão de Açúcar abre lojas dentro de empresas

 10/01/2020

 Folha de São Paulo

A rede Minuto Pão de Açúcar, do GPA, estreia suas lojas para o segmento de escritórios. A primeira será na sede do Bradesco Seguros, em Alphaville, Barueri (SP), e a segunda, na central administrativa do Assaí Atacadista, na zona leste [...]




Como é estar grávida no mercado de trabalho

Como é estar grávida no mercado de trabalho

 07/01/2020

 Folha de São Paulo

O ato de gestar um bebê é mais antigo do que as relações de trabalho que conhecemos hoje. Ainda assim, há empresas e chefias que ainda não sabem lidar com uma funcionária que engravida.  Depois de uma pausa para as festas de [...]


Empresas pernambucanas inventam picolé de cerveja

Empresas pernambucanas inventam picolé de cerveja

 07/01/2020

 Follha de São Paulo

Com a chegada do verão e a proximidade do Carnaval, duas empresas pernambucanas se uniram para lançar um picolé de cerveja. O produto será comercializado a partir desta quinta-feira (9) em 24 pontos de venda em Pernambuco. A estimativa é de que [...]








Governo recua de distribuir 100% do lucro do FGTS

Governo recua de distribuir 100% do lucro do FGTS

 13/12/2019

 O Estado de São Paulo

O governo federal recuou e desistiu de distribuir 100% do lucro do FGTS com os trabalhadores. O presidente Jair Bolsonaro atendeu a um pedido do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e vetou o dispositivo que ampliaria a distribuição do lucro e a rentabilidade das [...]